NAPEDRA

O Núcleo de Antropologia, Performance e Drama (Napedra) surgiu em 2001, no interior do PPGAS da Universidade de São Paulo, a partir da iniciativa de alunos e professores interessados em explorar interfaces da antropologia com o teatro e outras artes performáticas. Em 2005 o núcleo ganhou impulso com a entrada de pesquisadores do Instituto de Artes da Unicamp. No encontro de pesquisadores de artes performáticas interessados em antropologia, e antropólogos em busca de saberes associados às artes performáticas, surge o Napedra. Ao longo dos anos o Núcleo vem explorando uma variedade de temas nos horizontes da antropologia: teatro, ritual, música, voz, arte verbal, corpo, jogo, dança, imagem, gênero, etnicidade, turismo, movimento social e festa. Chama atenção o interesse por desafios benjaminianos para a antropologia. Acima de tudo, o que move os participantes do Napedra são as perspectivas de explorar um universo descentrado e em expansão de estudos de performance.

Os encontros do Núcleo ocorrem quinzenalmente, alternando estudos de textos relevantes à Antropologia da Performance com experiência em campo de eventos performáticos. Também são discutidos vídeos etnográficos e projetos de pesquisa em andamento. As discussões contam freqüentemente com a presença de convidados de outras instituições. O Napedra inclui como membros professores da USP, Unicamp e outras universidades; alunos de graduação e pós-graduação; e pessoas ligadas ao teatro e outras artes performáticas.