Recuperação


Disciplina “Do Afro ao Brasileiro: Religião e Cultura Nacional” – 2 Sem 2011
Prof. Vagner Gonçalves da Silva

PROVA DE RECUPERAÇÃO


Instruções:
1)      A prova deve ser elaborada individualmente e entregue até o dia 27/01/2012 por e-mail para vagnergo@usp.br
2)      O CONJUNTO DAS RESPOSTAS DEVE TER TAMANHO MÍNIMO DE 21 (VINTE E UMA) E MÁXIMO DE 30 (TRINTA) LAUDAS (fonte Times, tamanho 12, espaço de 1,5)
3)      Não serão aceitas respostas que contenham citação literal extraída de qualquer fonte, seja dos textos utilizados no curso ou não.



Enunciado da prova:

Com base na bibliografia do curso (incluindo discussões em sala de aula e material de apoio, tais como documentários, imagens e saídas à campo, caso tenha ido), responda às perguntas abaixo:


1) Discuta os principais aspectos que caracterizam o desenvolvimento do campo do saber acadêmico sobre as religiões afro-brasileiras. Faça referências a autores, obras, contextos teóricos e metodológicos etc.


2) Em “Candomblé e Umbanda”, o autor afirma que “As semelhanças estruturais existentes entre o catolicismo popular, as religiões indígenas e os cultos africanos (...) possibilitaram a tradução e o intercâmbio entre os elementos constituintes destes sistemas religiosos. Desta forma, uma rica e complexa gama de religiões afro-brasileiras puderam se formar - umas mais próximas das contribuições indígenas e bantos (...); outras mais próximas das contribuições jejê-nagô” (Silva, 2005, p.129). Em outras passagens deste livro há referências às transformações das tradições.
Desenvolva os argumentos presentes nessa passagem apresentando as evidências empíricas utilizadas pelo autor.


3) Na conclusão de “Candomblé e Umbanda”, o autor afirma: “Neste sentido, pode-se dizer que se o candomblé procurou reconstituir nos terreiros pedaços da África no Brasil (também como forma de expressar a dificuldade e as restrições encontradas pelos negros para se estabelecerem social e culturalmente como negros e brasileiros na sociedade nacional), a umbanda procurou pela ação da classe média branca e depois dos segmentos mais baixos da população (negros e mulatos) refazer o Brasil passando pela África, porém depurando-a. Um Brasil onde as mazelas de nosso passado e presente pudessem ser dirimidas ou recompensadas através da confraternização numa nova ordem mítica na qual índios, negros, pobres, prostitutas e malandros pudessem retornar como espíritos, seja como heróis que souberam superar as privações e opressões que sofreram em vida, seja como categorias que ao menos pela evolução espiritual mantêm viva a esperança de ocupar espaços de prestígio que a ordem social lhes negou”.(Silva, 2005, p 132).
Quais os principais argumentos levantados pelo autor que lhe permitiram chegar a essas conclusões.


4) A partir do texto de Rita Amaral, Xirê, o modo de crer e viver no candomblé, discuta os principais elementos constitutivos do ethos do povo de santo.

5) A música e a dança têm sido elementos importantes para se entender a dinâmica da diáspora africana no Brasil. Baseado nos textos de Roberto Moura (Tia Cita...), Amaral e Silva (Foi conta pra todo canto...) e no filme de Eduardo Coutinho (Fio da Memória) selecione e comente alguns aspectos relevantes dessa dinâmica.

6) Baseado no texto de Letícia Vidor (O mundo de pernas pro ar) comente as possíveis aproximações entre a capoeira e o candomblé.

7) Jorge Amado, por meio de sua literatura, foi o grande divulgador do ethos do povo de santo baiano, o qual foi alçado à condição de ethos do povo brasileiro. Por esse motivo, Roberto Da Matta utiliza os romances desse escritor para pensar a cultura brasileira. Analise a religiosidade afro-brasileira na constituição destes “dois Brasis”, de que fala o antropólogo, baseado na literatura de Jorge Amado.



Critérios de recuperação - Antropologia e Direito


Disciplina FLA0358
Profa. Dra. Ana Lucia Pastore Schritzmeyer

Prezados(as) Estudantes da disciplina Antropologia e Direito,




Em função de eu ter sido convidada para compor uma banca de exame de doutorado na UnB justamente na tarde do dia 13/02 (2af), peço a gentileza e a compreensão de reagendarem a prova de recuperação de Antropologia e Direito para a tarde do dia seguinte, dia 14/02 (3af), ficando mantidos os mesmos horários para a aplicação das provas orais
individuais:

14:00 - André Costa Utescher
14:20 - Fernanda Mercedes Morales Diaz
14:40 - Pollyana Martins Pacheco Santos Lima
15:00 - Renata Harumi Cortez Toma
15:20 - Theodoro Condeixa Simonetti

Reitero que o conteúdo a ser estudado compõe-se dos textos indicados no programa do curso como "leitura obrigatória". Sugere-se também a revisão das questões da prova parcial e da proposta do trabalho final.

Caso não tenham retirado a prova parcial corrigida com a monitora Ana Letícia, favor avisar-nos imediatamente, para deixarmos a prova disponível, até o final de janeiro, na secretaria do Depto de Antropologia.

Atenciosamente,
--
Profa Ana Lúcia Pastore Schritzmeyer
Coordenadora do NADIR - Núcleo de Antropologia do Direito

Departamento de Antropologia - FFLCH-USP Conjunto Didático das Ciências Sociais e Filosofia - sala 20 Av. Prof. Luciano Gualberto, 315 Cidade Universitária - São Paulo/ SP - Brasil (05508-900)
Fones(55-11): 3091-3711, ramal 230; 3091-3779, 3031-2552. Fax: 3091-3163




Critérios de recuperação - Antropologia IV


Disciplina -FLA0206 -  Antropologia IV - Questões de Antropologia Contemporânea
Professores: Lilia Katri M. Schwarcz e Júlio Assis Simões
Critérios:
1) -Trazer relatório/ensaio sobre obra do curso (obs: não será aceito trabalho sobre livro já selecionado em seminário/ apresentação ou debate;
2) - Prova individual e sem consulta sobre toda a matéria;
3) - Entrevista com Professores e Monitores sobre toda a matéria ( à ser realizada na mesma ocasião
Data: 09 de janeiro 2012
Horário: 18h00
Turmas Vespertino e Noturno



Critérios de recuperação - Tópicos de Antropologia Rural





Disciplina: FLA0375 - Tópicos de Antropologia Rural (Antropologia da Religião)
Profa. Margarida Maria Moura
Critérios: Prova escrita sobre toda matéria dada com consulta à bibliografia, videoteca e discoteca do curso
Vespertino: dia 02/02/2012 - 14H00 - sala a definir
Noturno: dia 03/02/2012 - 19h30 - sala a definir



Critérios de recuperação - Tópicos de Antropologia das Populações Afro-brasileiras e Africanas





Disciplina: FLA0373 - Tópicos de Antropologia das Populações Afro-brasileiras e Africanas (Antropologia do Esporte)
Prof.. José Paulo Florenzano
Critérios: Trabalho com base na bibliografia do curso

Entregar até 15 de fevereiro de 2012, na secretaria do Departamento de Antropologia


Disciplina -FLA0206 - Antropologia IV - Questões de Antropologia Contemporânea

Professores: Lilia Katri M. Schwarcz e Júlio Assis Simões
Critérios:
1) -Trazer relatório/ensaio sobre obra do curso (obs: não será aceito trabalho sobre livro já selecionado em seminário/ apresentação ou debate;
2) - Prova individual e sem consulta sobre toda a matéria;
3) - Entrevista com Professores e Monitores sobre toda a matéria ( à ser realizada na mesma ocasião
Data: 09 de janeiro 2012
Horário: 18h00
Turmas Vespertino e Noturno


Disciplina “Do Afro ao Brasileiro: Religião e Cultura Nacional” – 2 Sem 2011
Prof. Vagner Gonçalves da Silva

PROVA DE RECUPERAÇÃO


Instruções:
1)      A prova deve ser elaborada individualmente e entregue até o dia 27/01/2012 por e-mail para vagnergo@usp.br
2)      O CONJUNTO DAS RESPOSTAS DEVE TER TAMANHO MÍNIMO DE 21 (VINTE E UMA) E MÁXIMO DE 30 (TRINTA) LAUDAS (fonte Times, tamanho 12, espaço de 1,5)
3)      Não serão aceitas respostas que contenham citação literal extraída de qualquer fonte, seja dos textos utilizados no curso ou não.



Enunciado da prova:

Com base na bibliografia do curso (incluindo discussões em sala de aula e material de apoio, tais como documentários, imagens e saídas à campo, caso tenha ido), responda às perguntas abaixo:


1) Discuta os principais aspectos que caracterizam o desenvolvimento do campo do saber acadêmico sobre as religiões afro-brasileiras. Faça referências a autores, obras, contextos teóricos e metodológicos etc.


2) Em “Candomblé e Umbanda”, o autor afirma que “As semelhanças estruturais existentes entre o catolicismo popular, as religiões indígenas e os cultos africanos (...) possibilitaram a tradução e o intercâmbio entre os elementos constituintes destes sistemas religiosos. Desta forma, uma rica e complexa gama de religiões afro-brasileiras puderam se formar - umas mais próximas das contribuições indígenas e bantos (...); outras mais próximas das contribuições jejê-nagô” (Silva, 2005, p.129). Em outras passagens deste livro há referências às transformações das tradições.
Desenvolva os argumentos presentes nessa passagem apresentando as evidências empíricas utilizadas pelo autor.


3) Na conclusão de “Candomblé e Umbanda”, o autor afirma: “Neste sentido, pode-se dizer que se o candomblé procurou reconstituir nos terreiros pedaços da África no Brasil (também como forma de expressar a dificuldade e as restrições encontradas pelos negros para se estabelecerem social e culturalmente como negros e brasileiros na sociedade nacional), a umbanda procurou pela ação da classe média branca e depois dos segmentos mais baixos da população (negros e mulatos) refazer o Brasil passando pela África, porém depurando-a. Um Brasil onde as mazelas de nosso passado e presente pudessem ser dirimidas ou recompensadas através da confraternização numa nova ordem mítica na qual índios, negros, pobres, prostitutas e malandros pudessem retornar como espíritos, seja como heróis que souberam superar as privações e opressões que sofreram em vida, seja como categorias que ao menos pela evolução espiritual mantêm viva a esperança de ocupar espaços de prestígio que a ordem social lhes negou”.(Silva, 2005, p 132).
Quais os principais argumentos levantados pelo autor que lhe permitiram chegar a essas conclusões.


4) A partir do texto de Rita Amaral, Xirê, o modo de crer e viver no candomblé, discuta os principais elementos constitutivos do ethos do povo de santo.

5) A música e a dança têm sido elementos importantes para se entender a dinâmica da diáspora africana no Brasil. Baseado nos textos de Roberto Moura (Tia Cita...), Amaral e Silva (Foi conta pra todo canto...) e no filme de Eduardo Coutinho (Fio da Memória) selecione e comente alguns aspectos relevantes dessa dinâmica.

6) Baseado no texto de Letícia Vidor (O mundo de pernas pro ar) comente as possíveis aproximações entre a capoeira e o candomblé.

7) Jorge Amado, por meio de sua literatura, foi o grande divulgador do ethos do povo de santo baiano, o qual foi alçado à condição de ethos do povo brasileiro. Por esse motivo, Roberto Da Matta utiliza os romances desse escritor para pensar a cultura brasileira. Analise a religiosidade afro-brasileira na constituição destes “dois Brasis”, de que fala o antropólogo, baseado na literatura de Jorge Amado.